Artigo

Autoclave: Saiba o que são e quais os principais tipos existentes

O uso correto das autoclaves e a escolha da mais apropriada para o ambiente no qual ela funcionará, assegura a eliminação de contaminantes. Desta forma ocorre o aumento controle de infecções que é um problema enfrentado por diversos estabelecimentos de saúde.
Existem basicamente dois tipos de autoclave que são as de pré vácuo e as gravitacionais, conheça:

Autoclave de vácuo único: remove o ar de uma vez em um curto espaço de tempo. Nela pode ocorrer a formação de bolsas de ar. Autoclave de vácuo fracionado: o ar é removido ao mesmo tempo em que ocorre a injeção fracionada de vapor. Como a remoção do ar não ocorre de forma rápida, probabilidade de formação de bolsas de ar é bem reduzida com relação ao primeiro tipo de autoclave.

Autoclave de alto vácuo: remove o ar com o auxílio de uma bomba de vácuo e introduz vapor na câmara interna sob alta pressão com o ambiente em vácuo. Devido a presença da alta capacidade de sucção de ar, ela é considerada uma das mais seguras.

Autoclave de gravitacional: o vapor é injetado forçando a saída do ar por gravidade. O ar contido no interior da câmara é mais frio que o vapor e, portanto mais denso. Assim, é possível eliminá-lo através de uma válvula localizada na superfície inferior. Como há a permanência de ar residual, ela não é muito recomendada para esterilização de materiais densos ou porosos. Outro problema advém da presença de umidade no final do processo o que contribui para uma limitação na fase de secagem.

Entre em contato conosco e converse com um especialista para definir o melhor tipo de autoclave para garantir a segurança do seu ambiente.